VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Dicas

Motorista de tempo integral: 5 desafios de trabalhar dessa forma

Por mais que muitas pessoas entrem nos aplicativos para motoristas como uma maneira de ganhar renda extra, chega algum momento em que todos se perguntam: vale a pena ser motorista de tempo integral?

A resposta é sim. Porém, não adianta colocar lentes cor-de-rosa e dizer que a transição não tem nenhum desafio. Afinal de contas, na vida, tudo que vale a pena é um pouco difícil. Ao mesmo tempo, a melhor maneira de vencer os desafios é conhecê-los muito bem, estar preparado pra eles.

Então, confira, neste post, quais são as dificuldades que você pode encontrar trabalhando como motorista de tempo integral, e como enfrentá-las para vencer!

1. Organização da rotina pessoal

O primeiro desafio tem a ver com horários. Já que o trabalho de motorista não tem, a princípio, horários fixos, você é totalmente responsável por determinar como será a sua rotina. Essa missão pode ser difícil para quem está acostumado a ter um chefe que controla a sua entrada e saída, todos os dias. Você precisará de foco e disciplina, para cumprir os horários que determinar.

A dica é manter a mentalidade de quem tem que bater ponto, sem tolerância. Pode ser chato, mas é mil vezes melhor do que chegar ao final do mês e descobrir que o seu ganha-pão foi pelo ralo, porque você deixou aquela preguiça inimiga atrapalhar os seus horários de trabalho.

2. Estabelecimento de metas de ganhos diários

No emprego fixo, o salário também é fixo. Portanto, você sabe desde o começo do mês o quanto vai ganhar lá no final. Isso é muito importante para a sua segurança financeira, para que você possa tomar decisões sobre o que comprar ou quanto gastar.

Se você quiser manter essa segurança enquanto trabalha como motorista de tempo integral, vai ter que encontrar maneiras de estimar os seus ganhos no final do mês. O jeito mais simples é estabelecendo uma meta de ganhos diários. Isso quer dizer que você terá um valor mínimo a ganhar, fazendo corridas, todos os dias. Por exemplo, se a meta diária é de R$100, você vai ganhar R$3.000 no final do mês.

É claro que esse é um exemplo extremamente simples. Para essas metas darem certo, você precisa saber como o aplicativo calcula as suas tarifas e, ainda, ter uma noção de horas de trabalho e média de corridas por dia. A meta pode ser variável, especialmente entre os dias de semana e o fim de semana. O mais importante é que você tente atingir um alto nível de precisão, para não criar expectativas falsas sobre os seus ganhos.

3. Realização de um bom controle financeiro

Assim como é importante estimar os ganhos, também é importante controlar ganhos e gastos. E, claro, é um desafio.

Muitas pessoas com um emprego fixo não conseguem fazer esse controle. O problema é que, para um motorista de aplicativo, “não conseguir” não é uma opção. Você consegue imaginar o porquê?

A maioria das contas que fazemos na vida são recorrentes ou de longo prazo. Você paga a escola dos filhos todos os meses. Você compra um televisor para assistir a Copa, e paga em 24 vezes. Não são contas pagas em um único mês. Porém, o motorista de aplicativo, mesmo aquele que trabalha em tempo integral, não tem garantia de que os seus ganhos serão iguais todos os meses.

Por isso, você precisa ter um controle financeiro muito preciso. Sempre garanta uma margem de segurança, para que você possa colocar todos os seus gastos dentro dos seus ganhos, e ainda contar com uma folga. Assim, se alguma coisa der errado — por exemplo, se você ficar gripado e não puder dirigir por alguns dias — as suas contas não vão cair no vermelho.

4. Cansaço ao longo do dia

Ser motorista de tempo integral é um trabalho — um trabalho real — mesmo que o seu formato seja um pouco diferente das carreiras tradicionais. Por isso, nem pense que você não vai ficar cansado. O trânsito é estressante, e o próprio ato de dirigir exige um esforço físico. É claro que o cansaço vai aparecer ao longo do dia: na vista, nas costas, na mente.

Esse aviso é importante porque, como o motorista ganha em proporção à sua produtividade (isto é, quanto mais dirige, mais ganha), você pode sentir aquela tentação de passar muitas horas por dia atrás do volante. Embora pareça uma boa ideia, ela é perigosa. Não se esqueça de que, se você forçar demais o próprio corpo, pode até causar um acidente.

A melhor maneira de lidar com esse desafio é entendendo os seus limites e preservando os seus momentos de descanso. Isso inclui fazer pequenas pausas entre as corridas, além de respeitar os horários que você estabelecer para o trabalho. Quando acabar, acabou: volte para casa e aproveite os momentos com a sua família.

5. Necessidade de um serviço ainda melhor

Quando ser motorista é apenas um bico, você ainda tem o seu emprego fixo para segurar a barra. Porém, quando as finanças dependem exclusivamente do trabalho de motorista de tempo integral, a história é diferente. Aí, você tem que tomar todos os cuidados para ter uma boa avaliação, pois é isso que vai garantir que você continue recebendo chamados.

Então, é melhor prestar ainda mais atenção:

  • Na maneira como você se comporta com os clientes;
  • Na rapidez e segurança no trajeto;
  • Na limpeza do carro;
  • Na manutenção do carro;
  • Nos comentários dos passageiros sobre a experiência.

Lembre-se de que ser suspenso ou banido do aplicativo, por causa de más avaliações, significa ficar sem o seu meio de sobrevivência. Não é brincadeira. Então, faça tudo que puder para oferecer a melhor corrida aos seus passageiros.

Não há dúvidas de que, para ser motorista de tempo integral, você terá que vencer desafios. No entanto, a independência e a liberdade que essa atividade oferece são benefícios que você dificilmente vai encontrar em um emprego comum, sentado dentro de um prédio durante oito ou nove horas por dia.

Você quer saber mais sobre essa atividade, antes de tomar a grande decisão? Então, não pode deixar de ler nosso post sobre como ser motorista!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (1)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio
  • adrinaelson oliveira

    O aplicativo só tem que calcular as corridas nos valores certos por cada estado no meu estado o valor da corrida é muito barato calculando o valor do combustível nos motorista gastamos muito e ganhamos pouco

    Responder