VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Motorista App

Um comparativo entre as taxas de apps de motorista particular

Todo mundo fala sobre a liberdade e a flexibilidade de ser motorista, mas hoje nós vamos mergulhar naquele assunto que realmente está na sua cabeça: o dinheiro.

Não precisa nem explicar. Nós sabemos que uma das principais motivações por trás de qualquer trabalho é a possibilidade de ganhos! Você depende do salário no final do mês, seja de um emprego fixo ou trabalhando por conta própria, para manter aquela vida boa. Então, não é nenhuma surpresa que você queira saber como funcionam as taxas de apps de motorista.

Para solucionar essa dúvida, preparamos um comparativo entre os três maiores aplicativos do mercado — Uber, Cabify e 99. Vamos explicar como você deve calcular seus ganhos em cada um deles, com exemplos. Preparado para fazer algumas contas? Pegue a calculadora e vamos juntos!

Taxas do Uber

Em primeiro lugar, é importante lembrar que o Uber trabalha com muitas variações. Existem diferentes categorias — UberX, UberSELECT, UberBLACK, UberPOOL… Além disso, as tarifas são dinâmicas e variam ao longo do dia. Então, o que você vai ver aqui é uma estimativa de base.

O UberX é a categoria mais comum. O preço de uma corrida é calculado seguindo esta fórmula:

Tarifa-base (R$ 2) + Taxa por minuto (R$ 0,26/min) + Taxa por quilômetro (R$ 1,40/km)

Atenção a um detalhe: o Uber leva em consideração tanto a quilometragem quanto o tempo da viagem. Isso não acontece à toa. Você consegue imaginar o motivo?

É que o motorista pode ficar preso em um engarrafamento durante a corrida. Então, não vai rodar tanto, mas vai gastar muito tempo. Enquanto isso, não pode finalizar a viagem nem pegar outros passageiros. Considerando os minutos no cálculo do preço, ele não sai no preju.

Suponha, então, que o motorista UberX pegue um passageiro para uma corrida de 30 minutos e 40km. O valor total dessa corrida será de R$ 65,80. Se liga nos cálculos:

R$ 2 + (R$ 0,26 × 30) + (R$ 1,40 × 40) = R$ 65,80

Mas lembre-se de que você não vai embolsar todo o dinheiro: a empresa fica uma porcentagem desse valor. Todos os apps de motorista fazem esse desconto, pois é daí que sai o dinheiro para manter e ampliar os negócios.

É muito importante entender que essa taxa não é cobrada para passar a mão no seu suado dinheirinho. Na verdade, se nenhuma parte do valor das corridas ficar com o aplicativo, a iniciativa vai falir — e você fica sem trabalho. Imagine só, que péssimo!

No caso do Uber, o motorista recebe 75% do preço da viagem. Assim, você ganharia R$ 49,35 no final.

Taxas da Cabify

A Cabify não tem tantas categorias quanto o Uber e não se fala muito em tarifas dinâmicas. Além disso, ela utiliza uma fórmula de cálculo que considera apenas a quilometragem rodada e não o tempo. Para completar, a taxa por quilômetro varia conforme a distância total percorrida.

Vamos colocar em números:

Tarifa-base (R$ 0,50 ou R$ 3 em horários de pico) + Taxa por quilômetro

A taxa por quilômetro deve considerar as seguintes faixas:

Então, o que vai acontecer com aquele motorista do exemplo anterior? Se ele estiver trabalhando com a Cabify, fora do horário de pico, o valor total da corrida será de R$ 120,50:

R$ 0,50 + (R$ 3 × 40) = R$ 120,50

Assim como acontece no Uber, o motorista do Cabify também recebe 75% do valor bruto. Assim, você poderia esperar um ganho de R$ 90,38.

Taxas da 99

A 99 usa uma fórmula parecida com a do Uber. Isso significa que também é considerado o tempo que o motorista gasta no trânsito durante a viagem. Mas os valores, como você já sabe, são diferentes. Veja o cálculo das taxas, considerando o estado de São Paulo:

Tarifa-base (R$ 1,98) + Taxa por minuto (R$ 0,26/min) + Taxa por quilômetro (R$ 1,40/km)

A tarifa-base é um pouco menor. Então, vamos imaginar que o motorista do nosso exemplo faça aquela mesma viagem usando o app da 99. O preço total da corrida será de R$ 65,78:

R$ 1,98 + (R$ 0,26 × 30) + (R$ 1,40 × 40) = R$ 65,78

E qual parte desse total realmente ficaria para o próprio motorista? No caso da 99, a empresa retira apenas 17% da quantia, deixando o motorista com 83% — a maior porcentagem entre todos os aplicativos. Resultado: você ganharia R$ 54,60. Nada mau, né?

Conclusões

No final das contas, o que podemos concluir?

O app com as taxas mais caras para o cliente é o Cabify. Enquanto isso, a 99 tem as taxas mais acessíveis para o passageiro. Mas peraí! Isso prejudica o motorista? Claro que não!

Se o preço total da corrida acaba ficando menor, ao mesmo tempo, o motorista leva uma porcentagem maior dessa quantia. Observe: no nosso exemplo, um motorista da 99 acaba levando mais do que o motorista da Uber, em uma corrida com exatamente as mesmas características (R$ 54,60 contra R$49,35).

Para completar, as taxas reduzidas da 99 atraem muitos clientes. Isso significa que você terá cada vez mais passageiros, mais oferta de trabalho, e poderá aumentar ganhos proporcionalmente.

E, para você ficar tranquilo, é só lembrar que não existe exclusividade para trabalhar com aplicativos para motoristas. Você pode fazer cadastro em dois ou mais, na boa! Só fique de olho na hora de escolher os melhores apps.

Nosso recado final é que taxas de apps de motorista não são um tema simples, “preto no branco”. É preciso levar em consideração vários fatores para determinar qual aplicativo oferece as condições mais vantajosas. Você também precisa colocar na balança:

Você ficou com alguma dúvida a respeito do processo utilizado para calcular o valor das corridas? Então, deixe um comentário com as suas dúvidas! Não precisa ficar tímido, nós curtimos bater um papo diretamente com nossos leitores!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (2)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio
  • No entender todos oferecem as oportunidades.Se falando de:R$; 99 positivo!!

    Responder

  • Jonattan

    Esses cálculos são baseados em qual cidade? Hoje dia 20/01/2019 Ainda continuam as mesmas taxas?

    Responder