VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Motorista App

8 situações do trânsito que todo motorista já enfrentou nas ruas

Se você dirige, seja por profissão ou não, certamente já  presenciou uma situação de negligência no  trânsito que ficou marcada na memória. 

Momentos de sustos, momentos engraçados e dificuldades são alguns exemplos de casos que estão sujeitos a acontecer com quem dirige e sempre trazem uma lição a ser aprendida também.

Em algumas dessas situações, o motorista também pode ficar sem saber o que fazer na hora e agir pela emoção, podendo se estressar além da conta, por exemplo. 

Para que você fique precavido sobre esses momentos, vamos listar, no texto de hoje, algumas situações comuns de negligência no trânsito, entre outros casos que todo motorista já enfrentou, além de aconselhar como lidar com elas da melhor maneira possível. 

Ficou curioso para saber mais? Então acompanhe!

1. Ter que aguardar o passageiro em um lugar perigoso

Quem dirige profissionalmente e usa os aplicativos para motoristas sabe que, em alguns casos, os passageiros estão em locais considerados de risco. 

A dica, nesses momentos, é ter calma e, se você chegou ao local e não encontrou o passageiro, dê uma volta no quarteirão e avise-o que você já está ali.

Uma boa ideia é combinar anteriormente com exatidão o local e horário de embarque do passageiro, pois desta forma você estará contribuindo para o bem-estar de todos, prevenindo-se de imprudência no trânsito e com o passageiro.

Alguns apps de mobilidade, como a 99, oferecem recursos de segurança aos motoristas e passageiros. Entre esses recursos estão:

Onde os condutores recebem cursos especializados e dicas de proteção, além de orientações de combate ao assédio e discriminação. 

Este recurso ainda está em fase de teste, mas a ideia do projeto é, se o motorista tiver interesse, filmar toda a viagem. As câmeras possibilitam, através de um microfone, uma comunicação direta da 99 com o passageiro e o motorista.

Esse sistema monitora a cidade e as corridas em tempo real, proporcionando ao motorista muitas informações importantes para uma viagem tranquila, como: quais são as possíveis áreas de risco tanto na chamada, como durante a corrida.

Dessa forma, tanto o motorista quanto o passageiro se sentem muito mais seguros, você não concorda?

2. Motoristas estressados que insistem em discutir

Muitos acidentes ocorrem devido a negligência no trânsito, principalmente com motoristas estressados. Quem nunca encontrou um motorista estressado que insistiu em discutir uma situação que, pra você, poderia ter passado batido? 

Nessas situações é preciso ter paciência, deixar a pessoa falar e tentar entrar em um acordo amigavelmente, pois somente assim um caso de imprudência no trânsito, como brigas e outros envolvimentos, poderão ser evitados.

Se as duas pessoas da discussão estiverem nervosas e estressadas, o risco de tudo sair do controle é maior. Portanto, mantenha-se calmo e disposto a ouvir mais do que falar.

3. Passageiros que opinam sobre a maneira como você dirige

Essa é uma situação que pode ser muito comum no dia a dia de quem dirige. Passageiros que querem guiar o carro dando sugestões como: “reduza a marcha”, “freie com mais antecedência” ou “o sinal está vermelho”.

É claro que algumas dessas mensagens servem como alerta e ajudam o motorista. Mas, muitas vezes, elas também se tornam cansativas. A melhor maneira de lidar com isso é levar na brincadeira e ignorar a situação.

Se caso você já estiver nervoso por causa da negligência no trânsito, referente aos demais motoristas, tente filtrar coisas boas, e jamais aja por impulso. 

4. Passar por um farol sem saber se estava amarelo ou vermelho

Estar atento as sinalizações é essencial para evitar a negligência no trânsito. Por isso, fique sempre atento aos detalhes ao seu redor, independente se você é o motorista, passageiro ou pedestre.

Você está dentro da velocidade permitida, mas o farol fica amarelo e não dá tempo de parar. E aí, você se pergunta: será que o radar do semáforo acusou o seu carro de passar no sinal vermelho?

Esta é uma situação muito comum, e pode ser entendida como uma negligência no trânsito, uma vez que a atenção do motorista pode não estar voltada totalmente aos fatores importantes na direção. 

Essas distrações podem acontecer, principalmente devido ao estresse no trânsito, assim como passar em um farol vermelho por medo de parar em uma velocidade alta.

É sempre importante ficar atento e evitar passar no farol amarelo. Porém, se não conseguir, não há problema. Se houver um radar, ele vai multar você apenas se o carro terminar de passar pelo sinal e ele já estiver vermelho.

Mas não se esqueça que ainda é uma situação de imprudência no trânsito, e você pode acabar machucando alguém. 

5. Tomar uma multa pouco comum em um momento inusitado

Apesar de todas as pessoas habilitadas passarem por uma prova teórica que cobra conhecimentos avançados das leis de trânsito, é quase impossível lembrar-se de todas as infrações.

Você sabia, por exemplo, que dirigir com apenas uma mão pode acarretar em uma multa? O mesmo acontece se você, ingenuamente, se esquecer de acionar a seta quando for virar uma esquina ou estacionar. 

Tomar multa por situações que parecem pequenas é comum e, com certeza, já aconteceu com a maioria dos motoristas, principalmente por causa da correria e estresse do dia a dia, além da própria negligência no trânsito

6. Lidar com emergências: dentro do seu carro e no dos outros

Se você é motorista particular, certamente já passou por um momento desses de angústia e até de não saber o que fazer ao pegar uma emergência: uma mulher em trabalho de parto, uma pessoa passando mal ou alguém que tenha urgência de chegar a um local por qualquer motivo. 

A responsabilidade de dirigir com segurança, mas fazer o possível pra chegar em menos tempo torna a situação inusitada e aflitiva, além da negligência no trânsito em relação aos demais carros.

Nesses casos, mantenha a calma e tente passar esse sentimento para o passageiro. Lembre-se de que quem está nervoso precisa de pessoas tranquilas ao lado e, mesmo que seja uma situação de emergência, o que é possível vai ser feito.

Também é importante lembrar que, em algumas situações, a urgência está em outros carros, como os de polícia e as ambulâncias. Nesses casos, é preciso fazer de tudo pra dar espaço a eles, como está previsto na lei de trânsito brasileira.  O não cumprimento desta lei é uma grande imprudência no trânsito.

7. Parar na rua por falta de combustível

Ao ler esse tópico, você pode pensar que isso acontece poucas vezes, já que pode parecer uma situação quase que impossível de ocorrer. Acontece que, no dia a dia, alguns detalhes importantes podem passar batido e, quando você se dá conta, o seu carro parou na rua por falta de combustível.

Se isso acontecer com você, não se preocupe: essa situação ocorre mais do que se imagina. O importante é manter a calma e procurar, em seu smartphone, um posto mais próximo. Se estiver na estrada, acione o seguro.

Alguns chamam de negligência no trânsito, outros de correria. O que você diria sobre isso?

8. Saber ter paciência com motoristas que buzinam demais

É fato que o trânsito é um exercício diário de paciência para todos que dirigem ou que acompanham a pessoa que está conduzindo. 

Mas, esse exercício pode ser ainda mais desafiador se você estiver em um trânsito e alguns colegas motoristas tocarem as suas buzinas insistentemente como se isso fosse resolver a situação no momento. 

E esse é o problema da negligência no trânsito, agir por impulso e atrapalhar ainda mais os demais motoristas, além de correr o risco de se estressar mais ainda. 

A buzina é um artifício de alerta fundamental, mas é preciso ter cautela para usá-la. Por ser um barulho alto, sempre se certifique que ela não será acionada em lugares próximos a hospitais ou casas de idosos. 

Se você passar por uma situação em que os motoristas estão exagerando na buzina, respire fundo, coloque uma música que você goste  e abstraia para não criar discussões desnecessárias, de imprudência no trânsito.

Todo motorista já passou por alguma situação de negligência no trânsito inusitada, seja para o lado engraçado ou com algo mais sério. 

Fato é que essas situações sempre se transformam em histórias pra contar e o importante é nunca se estressar e tentar não passar da conta, sempre pensando que são momentos passageiros.

E você, ao passar por uma situação de negligência no trânsito inusitada se pergunta se realmente tem perfil para trabalhar como motorista? Confira a resposta neste artigo!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (0)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio