VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Segurança

Tipos de cinto de segurança: quais as diferenças?

Existem cinco diferentes tipos de cinto de segurança, e cada um deles é desenvolvido para uma determinada necessidade. Isto é, cada tipo é feito para atender um certo público, trazendo benefícios de acordo com o seu uso.

Mas você sabe quais são os tipos e as diferenças entre eles? É preciso lembrar que esse item de grande importância para o seu veículo e segurança, passou por diversas mudanças ao longo dos anos.

Sendo assim, é comum não saber quais são os tipos de cinto de segurança ou onde são utilizados. Mas para te ajudar a entender, nós separamos um conteúdo completo para você.

Continue a leitura e saiba mais!

Tipos de cinto de segurança

Apesar de ser um item obrigatório, a utilização dos diferentes tipos de cinto de segurança passou a ser utilizado apenas em 1953, com o surgimento do primeiro modelo.

Cinto de segurança de dois pontos

Desenvolvido para ser usado em um Corvette da Chevrolet, o cinto de segurança de dois pontos era conhecido como “cinto abdominal”.

Na década de 80, o item passou a ser obrigatório e mais utilizado. Contudo, além do desconforto, o modelo causava o que se conhecia como “síndrome do cinto de segurança” que afetava a coluna lombar.

Cinto de segurança automotivo de três pontos

Com isso, o cinto de três pontos, mais tradicional nos veículos atualmente, foi desenvolvido, trazendo mais conforto e segurança.

Isto é, o modelo em formato de “Y” envolve o tórax, a bacia e os ombros, trazendo mais proteção e distribuindo a força do impacto.

Aliás, ele é mais antigo do que parece, já que foi criado em 1954, um ano após o primeiro. O mesmo foi desenvolvido por Nils Bohlin, engenheiro da Volvo.

Cinto de segurança automotivo de quatro pontos

O cinto de segurança de quatro pontos é mais usado em jipes e veículos de trilha. O mesmo diminui riscos de lesões graves em acidentes com capotamento e colisões mais fortes.

Cinto de segurança automotivo de cinco pontos

Um dos tipos de cinto de segurança é o de cinco pontos. Usado em carros de corrida ou até mesmo assentos infantis.

Em resumo, ele oferece uma maior proteção aos ombros, ligando a correia entre as pernas do ocupante.

Cinto de segurança automotivo de seis pontos

Por fim, temos ainda o cinto de segurança de seis pontos, usado em veículos de corridas em alta velocidade, como a Nascar.

Os tipos de cinto de segurança apresentam especificidades e finalidades próprias, sendo obrigatório por lei o uso do equipamento, tanto para motoristas quanto para passageiros.

A importância do cinto de segurança

Agora que você já sabe quais são os tipos de cinto de segurança e quais suas diferenças, é preciso entender a importância desse item.

O uso de cinto de segurança é obrigatório por lei. Aliás, o descumprimento dessa medida pode render multa ao motorista no valor de R$195,00 e cinco pontos na carteira. A medida vale também para os passageiros.

Sendo assim, até mesmo quem trabalha como motorista de aplicativo deve estimular o uso do cinto por parte dos passageiros, evitando multas e diminuindo os riscos de acidentes.

Dentre outras razões para o uso do cinto, estão:

Os números variam de acordo com o tipo de colisão e condições do veículo, mas já mostram a importância do cinto de segurança para motoristas e passageiros.

A inspeção e uso dos cintos de segurança

Vale destacar aqui a importância do uso correto do equipamento, assim como sua inspeção.

Isto é, para garantir uma maior eficiência e diminuir os riscos de acidentes e lesões, o ideal é que o motorista sempre faça a devida inspeção de acordo com os tipos de cinto de segurança.

Para isso, basta ter atenção aos seguintes pontos:

Sendo assim, caso observe alguma irregularidade, procure fazer a manutenção e troca imediatamente, especialmente antes de viagens.

Além disso, procure sempre realizar o ajuste adequado para o uso de acordo com os tipos de cinto de segurança. O item deve ser ajustado ao corpo, sem folgas ou com interferência (panos, almofadas, etc.).

No caso de crianças menores de 10 anos, vale lembrar que as mesmas devem andar apenas no banco traseiro. E no caso das crianças de 0 a 7 anos, o uso das “cadeirinhas” é essencial.

Agora que você já sabe quais são os tipos de cinto de segurança, suas especificidades e sua importância no dia a dia do motorista e dos passageiros, ficará atento ao uso correto do equipamento. 

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe mais dicas e informações no nosso blog!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (0)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio