VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Quatro Rodas

Manutenção preventiva de carro: veja dicas e entenda as vantagens

A manutenção preventiva é aquela que você faz periodicamente mesmo que o seu carro não apresente nenhum problema. Seu objetivo é justamente para evitar que você seja pego de surpresa por um defeito ou uma falha.

Se você quer fazer a manutenção preventiva do jeito certo e obter os melhores resultados, veio ao lugar certo! Confira nossas cinco dicas e as vantagens de cada uma delas.

1. Respeitar a periodicidade ideal

Uma das características da manutenção preventiva de carro é que ela precisa ser feita regularmente, de tempos em tempos. Mas você saberia dizer qual é o intervalo ideal?

Na realidade, cada modelo tem um tempo específico para a realização das manutenções. Mas, em termos gerais, o ideal é fazer uma checagem a cada seis meses ou a cada dez mil quilômetros rodados — o que acontecer primeiro.

Além disso, leve em consideração o tipo de pista em que você costuma rodar. Um carro que enfrenta ruas em mau estado e estradas de terra no dia a dia tende a sofrer mais. Por isso, faz sentido que as suas manutenções sejam feitas em um intervalo menor.

2. Identificar os itens a serem revisados

Existem alguns itens que precisam estar na lista da manutenção preventiva. São aqueles que apresentam maior probabilidade de desgaste e que você deve sempre ficar de olho para identificar problemas. Podemos destacar:

Esses são os principais, mas você pode incluir outros itens na manutenção preventiva se tiver observado alguma coisa estranha no funcionamento do carro.

3. Escolher o mecânico certo para o serviço

Você não deve fazer a manutenção preventiva de carro em qualquer mecânico ali da esquina. Afinal, o automóvel é o seu instrumento de trabalho, a sua empresa!

Em primeiro lugar, você pode perder a garantia do veículo se fizer reparos fora da rede autorizada da marca. Ela também pode parar de valer se as revisões obrigatórias não forem feitas conforme programado.

Em segundo lugar, mesmo após o final do período de garantia, o uso da rede autorizada continua sendo a opção ideal. Por quê? O motivo é simples: você sabe que eles sempre vão usar peças originais no seu carro. Não dá para ter a mesma certeza em uma mecânica comum.

Mas nem sempre é viável levar o carro na autorizada, inclusive porque os preços são mais altos. Assim, quando chega a hora de escolher um mecânico, a melhor maneira de ter segurança é buscar um profissional com boas referências. Converse com amigos, parentes e outras pessoas que também trabalham com aplicativos para motoristas e peça indicações.

A principal dica é: quando encontrar aquele mecânico que faz um bom serviço, seja um cliente fiel. Existem dois motivos para essa recomendação:

Então, se for possível, tente fazer todas as manutenções preventivas no mesmo lugar.

4. Poupar dinheiro para pagar a manutenção preventiva de carro

Infelizmente, a manutenção não sai de graça. Você tem que estar pronto para desembolsar um certo valor periodicamente para manter seu veículo em perfeito estado. Mas esse gasto não precisa ser um peso para o seu orçamento, basta se planejar.

Sabendo que a manutenção deve ser feita a cada seis meses e considerando o custo médio (pergunte ao mecânico), basta distribuir o valor em “parcelas” que podem ser guardadas mensalmente. Assim, na hora de fazer a manutenção, o dinheiro já vai estar na mão. E, pagando à vista, ainda é possível conseguir um desconto!

Essa dica não vale apenas para a manutenção, mas também para todos os custos relativos ao carro. Poupar mensalmente gera um impacto bem menor do que tirar o valor de uma vez do seu orçamento. Então, você pode estimar todos os seus gastos anuais com o carro — impostos, documentação, manutenções — e transformar esse número em pequenas parcelas, juntando um pouco todo mês.

5. (Re)planejar sua agenda de trabalho

O tempo que seu carro vai ficar parado na oficina varia bastante. Mesmo que ele esteja em perfeitas condições, pode acabar demorando alguns dias. Imagine que o mecânico já tenha uma carga de trabalho muito grande naquela semana, por exemplo.

Já que você é um motorista, precisa levar esse tempo em consideração, pois são dias em que não vai conseguir trabalhar. Mas isso não significa que seus ganhos vão ser prejudicados.

Você pode organizar maneiras de compensar a perda, aproveitando a flexibilidade da atividade. Que tal resolver o problema esticando um pouquinho seu horário de trabalho no restante do mês?

Outra alternativa é programar com antecedência as manutenções, deixando seu mecânico avisado, para que elas não atrapalhem sua agenda. Por exemplo, se você normalmente não trabalha às segundas-feiras, encaixe o procedimento sempre nesse dia.

Para terminar, enquanto seu carro está na manutenção, você pode aproveitar para fazer outras coisas importantes. Alguns exemplos são: organizar suas finanças; pensar em maneiras de aprimorar o seu atendimento ao passageiro; abastecer o estoque de água, balas, jornais e outras coisinhas para oferecer como cortesia. Transformando esse tempo em algo produtivo, em vez de perder, você vai aumentar ganhos.

Essas são nossas cinco dicas essenciais para realizar a manutenção preventiva de carro. Agora, o resto é com você! Lembre-se de que essa prática ajuda a aumentar a vida útil do veículo e até prevenir acidentes por causas mecânicas.

Para quem está aprendendo como ser motorista, fica uma lição: deixar as manutenções preventivas de lado é um mau negócio. O barato sai caro! Então, antes que seu carro comece a apresentar problemas e te deixe na mão, que tal começar a cuidar dele com mais carinho?

E então, gostou das nossas dicas? Ficou com alguma dúvida ou tem uma sugestão interessante para a manutenção preventiva de carro? Deixe seu comentário abaixo!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (1)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio
  • Afinal, quanto ganha um motorista? - Vida de Motorista

    […] a avaliação dos passageiros sobre o seu desempenho, qual a demanda onde você mora e quais os gastos com o veículo por mês. Vamos detalhar alguns desses pontos mais […]

    Responder