VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Quatro Rodas

Líquido de arrefecimento: o que é e para que serve?

O líquido de arrefecimento é um componente essencial para o bom funcionamento do veículo. Ele auxilia o motor no seu funcionamento, mantendo sua temperatura na medida certa.

No entanto, você sabe quais são os tipos de líquido, suas especificidades e principais diferenças?  Sabe quais são os problemas que ele pode causar se você não fizer a vistoria veicular que o seu carro precisa?

Se você ficou interessado em saber as respostas para essas e outras perguntas, continue com a gente e confira agora!

O que é e para que serve o líquido de arrefecimento?

O líquido de arrefecimento é um fluido que mantém a temperatura correta do motor, evitando o superaquecimento e o desgaste das peças enquanto realiza uma troca de calor no sistema de arrefecimento e refrigeração do automóvel.

Quais são os tipos de líquido de arrefecimento? 

Há vários tipos de líquido de arrefecimento. Veja:

Água com aditivo

A função do aditivo é reduzir o ponto de congelamento natural da água e evitar que o líquido de arrefecimento congele em 0ºC. Assim, o motor do seu carro funcionará em baixas temperaturas.

Você não pode utilizar apenas a água para completar o líquido. Use-a com um bom aditivo para diluí-la e assim preservar o motor do carro. 

Além disso, a água deve ter o seu ponto de ebulição elevado um pouco mais. O ideal é que ela atinja-o entre 90ºC a 110ºC. O aditivo ajuda a manter esse ponto de ebulição e também reduz a oxidação dos metais, mantendo a bomba sempre limpa.

Líquido de arrefecimento específico

Automóveis como o Honda usam um líquido de arrefecimento específico para o motor. Esse é um componente mais forte, anticorrosivo e não possui corantes. No entanto, é mais caro que o aditivo comum.

Sendo assim, como o sistema de refrigeração dos automóveis é selado, o líquido de arrefecimento específico troca o calor com mais eficiência e não deixa superaquecer o motor. 

Entretanto, mesmo com estas propriedades, o motor necessita de alguns minutos para que o fluido, na temperatura adequada, o faça funcionar adequadamente.

Para saber quando a temperatura está boa, no painel do automóvel há duas luzes de alerta: 

O mau uso do líquido de arrefecimento pode causar problemas, não só ao motor, mas ao veículo como um todo. Confira, no próprio painel do carro, suas condições de temperatura.

Quais problemas podem acontecer se o líquido de arrefecimento não for verificado?

Entre os principais problemas que o seu automóvel pode apresentar, destacamos: 

Superaquecimento do motor

Todo automóvel que tem injeção eletrônica precisa do aditivo no radiador. Isso porque os motores trabalham acima de 100ºC.

Sendo assim, se você não usar o aditivo e circular apenas com água, o seu motor poderá “ferver”. 

Corrosão no cabeçote 

Muitos automóveis de hoje tem partes de alumínio, e é por isso que você não pode colocar água da torneira no carro.

O cloro corrói as partes metálicas e prejudica as peças, afetando, inclusive, o cabeçote do motor. 

Entupimentos no sistema de arrefecimento

Excessos de aditivos podem provocar entupimentos no sistema de arrefecimento e travar a válvula termostática.

Portanto, é melhor escolher aditivos já diluídos ou concentrados para serem misturados na água desmineralizada. Troque uma ideia com seu mecânico de confiança e veja qual é o melhor aditivo para o seu veículo.

3 dicas para cuidar do sistema de arrefecimento do carro 

Confira o que você deve fazer para preservar o sistema de arrefecimento: 

1. Faça a manutenção preventiva do seu veículo

Sem dúvida, a manutenção preventiva é o primeiro cuidado que todo o motorista deve ter com o automóvel. Por isso, peça ao mecânico de confiança que cheque o líquido de arrefecimento.

Caso precise ser substituído, troque o líquido e faça a limpeza de todo o sistema. 

2. Dê atenção as peças do sistema de arrefecimento 

O mecânico deverá checar todas as peças do sistema de arrefecimento. Por isso, fique de olhos bem abertos e verifique se há inspeção na válvula termostática, ventoinha e no radiador do automóvel. 

Também é importante checar a bomba d’água para saber se ela funciona corretamente, como mangueiras e abraçadeiras. O profissional saberá se elas terão que ser trocadas. 

3. Use o aditivo correto 

O aditivo previne a oxidação do sistema de arrefecimento e melhora a troca térmica. No entanto, para que ele cumpra com o seu objetivo, você deverá usar o aditivo recomendado no manual do proprietário do veículo.

No mesmo documento, veja os intervalos recomendados para a troca do líquido. 

Viu como o líquido de arrefecimento é importante para o bom funcionamento do motor do seu carro?

Agora que você aprendeu essas dicas, nunca mais esquecerá de fazer a manutenção do fluido do seu automóvel.

Confira mais conteúdos assim no nosso blog!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (0)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio