VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Quatro Rodas

Para que serve o catalisador automotivo: saiba agora!

Mesmo não sendo tão conhecido, como o motor ou o radiador, o catalisador automotivo é um componente importante para o motorista e para o planeta de uma maneira geral.

Sendo responsável por diminuir os impactos causados pelos gases liberados pelo carro, os benefícios do catalisador transcendem a questão automobilística.

Porém, mesmo com um papel de grande relevância, ainda são poucos os motoristas que entendem essa peça por completo.

Pensando nisso, criamos este artigo explicando para que serve o catalisador de carro e qual sua importância.

Boa leitura!

O que é e para que serve o catalisador automotivo?

Obrigatório no Brasil desde 1997, o catalisador automotivo é uma peça que consegue converter os gases nocivos emitidos pelo automóvel em substâncias menos danosas aos seres humanos e ao meio ambiente.

Sendo uma das partes principais do escape de um carro, ele é colocado na parte de baixo do automóvel, entre o silenciador do escapamento e o motor, sendo formada por:

Para cumprir a sua função, o catalisador precisa sempre estar posicionado próximo ao tubo de saída, utilizando a alta temperatura do motor para melhorar o seu processo.

Qual a importância do catalisador automotivo?

Como citado, o catalisador automotivo é o tipo de peça importante para toda a sociedade, não apenas para o motorista. A sua presença nos automóveis é fundamental para que o meio ambiente não sofra tanto com a emissão de gases.

Funciona da seguinte maneira: o combustível utilizado nos automóveis em geral, não apresenta chumbo em sua concepção. Porém, quando queimado, esse tipo de combustível libera alguns gases nocivos: hidrocarbonetos e óxidos de azoto, monóxido de carbono e dióxido de carbono.

O trabalho do catalisador de carro é impedir que essas substâncias sejam dispersadas no ar sem nenhum tipo de preparação.

Assim, a partir de uma reação química utilizando paládio e molibdênio, o catalisador consegue torná-las muito menos nocivas.

Para prevenir possíveis falhas e problemas no catalisador automotivo, é importante seguir boas práticas, como a utilização do combustível correto para o veículo.

Como cuidar do catalisador automotivo?

Os defeitos no catalisador não são de fácil percepção para o motorista. Normalmente, é preciso remover a peça para verificar as condições.

Porém, é possível ficar alerta em alguns sintomas, por exemplo:

Para fugir dessas falhas e evitar um catalisador entupido, é importante seguir boas práticas. Confira agora nossas dicas.

Não use pasta na instalação

Ao instalar o catalisador automotivo, não utilize nenhum tipo de pasta para fixá-lo no escapamento, pois a substância pode se tornar uma massa dura e impedir que a peça funcione corretamente.

Utilize o combustível correto para o seu carro

Embora a maioria dos combustíveis utilizados nos carros não contenha chumbo, ao viajar você pode se deparar com algum que apresente a substância.

No entanto, o catalisador de carro só funciona corretamente na primeira opção, demandando a sua atenção na hora de abastecer.

Tome cuidado com o aditivo de combustível

Em postos de combustíveis é comum que os frentistas ofereçam diferentes produtos para o motorista no momento do abastecimento.

É interessante tomar cuidado durante essas abordagens para não comprar e adicionar aditivo de combustível sem nenhuma compatibilidade com o seu veículo.

O mais indicado é que esse tipo de produto só seja utilizado a partir da recomendação de um especialista, como o mecânico ou do fabricante do automóvel.

O catalisador automotivo é uma peça de grande importância, não só para o veículo e para o motorista, mas também para o meio ambiente, reduzindo os danos causados pelos gases.

Atente-se aos redutores de velocidade

Os popularmente conhecidos como “quebra-molas” cumprem uma função importante no trânsito, ajudando a diminuir a velocidade dos carros em vias mais estreitas e/ou movimentadas.

Todavia, como o catalisador fica bem na parte de baixo dos carros, ele pode ser danificado ao passar em alta velocidade por esses redutores. Por isso, atenção aos quebra-molas.

Evite parar em poças d’água

Como explicado, o catalisador automotivo utiliza a alta temperatura do motor para funcionar, mantendo-se muito quente durante todo o tempo.

Ao parar em uma poça de água ou qualquer outro lugar com alta concentração de água, você pode fazer a peça esfriar rapidamente e provocar rachaduras com o tempo.

Mantenha a manutenção em dia

Mesmo que você não note nenhum defeito no catalisador, o que é até normal, é importante manter a manutenção em dia.

Opte por um gerenciamento preventivo, evitando ser pego de surpresa por defeitos repentinos e compras emergenciais.

Por fim, vale frisar que é terminantemente proibido retirar o catalisador automotivo do carro. O ato é passível de multa e pode trazer problemas para o proprietário.

Mas, independentemente de punições, tenha em mente que utilizar o catalisador de carro é uma forma de tornar o mundo menos nocivo para as próximas gerações.

Para quem trabalha diariamente com o carro, esse tipo de atitude pode fazer muita diferença.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e confira outros conteúdos no nosso blog!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (0)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio