VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
VIDA DE MOTORISTA
Quatro Rodas

Direção hidráulica e elétrica: você sabe qual a diferença?

Com os constantes avanços da tecnologia, os novos motoristas quase não têm contato com a direção manual. Eles nunca não vão saber como era trabalhoso fazer uma baliza com aquele volante duro! 

Mas esse é justamente o principal papel da tecnologia: facilitar a nossa vida. É graças a ela que hoje podemos contar com a direção hidráulica e elétrica.

Na hora de comprar um carro, vários são os quesitos a serem considerados: potência do motor, consumo de combustível, condições de pagamento, cor do carro, acessórios, e por aí vai. 

Mas um item muitoimportante que deve ser lembrado também nessa hora é a direção. Afinal, você sabe qual a diferença entre direção hidráulica e elétrica? Não se preocupe, vamos explicar tudo que você precisa saber neste post. Confira!

Direção hidráulica

A direção hidráulica é o sistema mais antigo e popular. Era anteriormente conhecida como direção assistida e ganhou popularidade durante os anos 70, nos caminhões. 

Posteriormente, sentindo a necessidade de trazer essa tecnologia para os carros de menores portes, as montadoras começaram a adaptar a direção hidráulica para os seus veículos e o tornou praticamente essencial.

Funcionamento e vantagens

A direção hidráulica reduz em aproximadamente 80% do esforço necessário se comparado com a direção manual. Conta com um custo relativamente baixo de manutenção e tem como componentes uma bomba hidráulica, uma caixa de direção tipo pinhão e cremalheira, um reservatório de óleo e tubulações de baixa e alta pressão.

Este modelo de direção funciona da seguinte maneira: a bomba hidráulica faz circular o óleo dentro da caixa de direção, deixando a movimentação do volante bem mais leve.

No momento em que você realiza uma manobra, por exemplo, o óleo exerce uma pressão atuando como se fosse uma dupla de pistões que ora empurram para um lado, ora para o outro.

Manutenção e desvantagens

Escolher entre direção hidráulica ou elétrica para que você que deseja sair da direção manual, o melhor é reunir as principais características e decidir qual a melhor opção para o seu dia a dia. Faça uma listinha.

A manutenção deve ser periódica (varia de acordo com o modelo do carro em questão, mas em média, deve ser feita a cada 50 mil quilômetros rodados), com troca de óleo e correias. Quando se faz a revisão anual, a oficina se encarrega de checar todas as pequenas peças que fazem parte desse sistema. Então, você não precisa se preocupar.

O lado negativo é que esse sistema não pode ser implementado posteriormente — é um item que vem de fábrica. 

Outro ponto a se considerar é que a sua manutenção é bastante complicada, já que envolve mangueiras, substituição do fluido hidráulico e checagem do reservatório — se esse estiver muito acima ou abaixo do nível ideal, a direção pode ficar pesada.

Direção elétrica

Funcionamento e vantagens

Esse sistema tem um motor elétrico independente acoplado junto à caixa de direção que auxilia na virada do volante, deixando-o mais leve, bem diferente da direção manual. 

Ao ligar o carro, o volante envia um tipo de sinal para um componente eletrônico acionando esse motor elétrico que funciona no lugar da bomba hidráulica. Sensores informam a velocidade e a rotação praticadas para uma central de controle.

Esse modelo praticamente não precisa de manutenções e, ainda por cima, é sustentável e auxilia na economia de combustível — além de não consumir potência efetiva do motor. É muito indicado para motoristas recém-formados por conta da facilidade que se tem pra fazer manobras.

Manutenção e desvantagens

Porém, como nada é perfeito, a direção elétrica tem também os seus problemas: mesmo que sejam pequenas as possibilidades, quando esse sistema apresenta alguma pane, o custo acaba saindo muito alto para eventuais reparos — no caso da pane acontecer enquanto dirige, não se preocupe, o máximo que acontece é a direção ficar mais pesada.

Outro ponto é que, como se trata de uma tecnologia mais recente e avançada, geralmente os carros que apresentam essa opção tem um custo mais elevado e você terá que abrir os cofres para poder desfrutar desse modelo.

Direção eletro-hidráulica

Há também a possibilidade de um terceiro sistema: um híbrido entre a direção hidráulica e elétrica. 

A principal diferença aqui é que a bomba hidráulica é acionada pelo motor elétrico independente, e não pelo próprio motor do carro. A direção é igualmente leve em relação aos outros modelos, porém, como na hidráulica, a direção eletro-hidráulica também necessita de revisões periódicas e trocas de óleo e correias.

Direção hidráulica x elétrica

Ainda não sabe qual escolher? Nós trazemos aqui alguns pontos que devem ser considerados.

Muitos dizem que, em relação à leveza do volante, a diferença é bem pequena — sendo a elétrica, normalmente, um pouco mais leve que a direção hidráulica. 

Aqueles que defendem a direção elétrica dizem que ela costuma ser melhor pra fazer manobras com maior precisão, o que você não faria fácil com a direção manual, por exemplo. 

Já os que defendem a direção hidráulica dizem que ela é mais segura (uma vez que, em alta velocidade, precisa ter bastante atenção pra virar o volante quando se tem tanta leveza).

Porém, se em relação à direção a diferença é bem pouca, para o veículo a história muda: a direção elétrica gerencia com mais eficiência a energia do carro e praticamente não consome potência do motor. 

Também gera leve economia de combustível — mas essa diferença não chega a ser sentida no bolso.

Falando em termos da manutenção desse sistema, é importante fazer uma análise dos sensores e atuadores de direção elétrica.

Já para o caso da direção hidráulica, é necessário haver uma atenção redobrada com os vazamentos, que ocorrem, principalmente, nas mangueiras de baixa e alta pressão, ou então na caixa de direção hidráulica — e costumam ser ocasionados pela falta de troca do fluido hidráulico.

 Os dois tipos de direções têm os seus pontos fortes e fracos. O que queremos com este post é deixar você mais informado e preparado para tomar a sua decisão na hora de comprar o seu carro.

E aí, deu pra dar uma esclarecida no assunto? Agora você já sabe a diferença entre direção hidráulica,elétrica e até mesmo um pouquinho da direção manual. Esperamos que tenha gostado do conteúdo que trouxemos e, aproveitando a deixa, continue conosco e aprenda um pouco mais sobre itens que não podem faltar na sua revisão do carro!

Compartilhe nas Redes Sociais!

Vida de Motorista

Comentários (0)
* Nome é obrigatório
* E-mail deve ser válido
* Comentário não deve ser vazio