]

6 situações em que vale a pena alugar um carro para trabalhar

Se você chegou até o nosso blog, provavelmente anda pesquisando sobre como ganhar uma boa grana como motorista de aplicativo, seja para começar na carreira ou turbinar os seus resultados. Mas se você não tem um automóvel, como fazer pra não perder essa oportunidade? A resposta é simples: alugar um carro para trabalhar!

Separamos, neste artigo, seis das situações em que vale a pena considerar essa ideia pra começar a rodar ou como alternativa pra oferecer um serviço ainda melhor aos clientes.

Curioso? Continue a leitura e descubra tudo sobre o assunto!

É possível alugar um carro para trabalhar como motorista particular?

A resposta pra essa pergunta é bem simples: sim!

Os aplicativos para transporte de passageiros são uma alternativa super prática e econômica pra quem precisa se locomover. E as oportunidades de trabalho se multiplicam para as pessoas que desejam mudar de vida ou apostar num trampo pra ganhar uma graninha extra.

Mas, em alguns casos, um obstáculo para começar a trampar está justamente na ferramenta principal pra tarefa: o automóvel. Não precisa desistir pensando que ser proprietário é um requisito. Nada disso!

Muitos são os cuidados que as empresas que oferecem esse serviço têm na hora de escolher os parceiros: carteira de motorista (lógico!), consulta de antecedentes criminais, comprovante de residência, entrevista, entre outros.

Eles também têm exigências específicas para o veículo, como ter até cinco anos de fabricação, quatro portas e ar-condicionado. Afinal de contas, é preciso garantir um padrão de qualidade pra clientela. E desde que o carro esteja em condições (inclusive com a documentação em dia), é sinal verde pra você!

Empresas como Uber e 99, por exemplo, já fecharam parcerias para garantir que, quando necessário, os seus parceiros possam alugar um veículo para trabalhar. E quer saber mais? Pode ser mais vantajoso apostar nessa forma!

Em quais situações o aluguel é vantajoso?

Elaboramos uma lista mostrando pra você em quais momentos vale a pena considerar alugar um carro pra trabalhar.

Confira, a seguir:

1. Quando você consegue um contrato vantajoso com a locadora

Já falamos que os principais aplicativos de transporte têm descontos para que os motoristas possam alugar um carro para trabalhar com as principais empresas do mercado.

Uma das principais vantagens do aluguel é que você não precisa ser preocupar com aqueles itens que geram muita dor de cabeça nos proprietários: tanto a manutenção quanto o IPVA correm por conta da empresa e você fica livre para trampar sem estresse. Essas empresas também já oferecem, como parte do pacote, a opção do seguro, outra burocracia em que você gasta tempo precioso para comparar cotações, contratar e renovar.

E como se isso não fosse suficiente, existe mais uma notícia boa: existem opções de contratos mensais, nos quais os valores são mais em conta do que as diárias. E a cada renovação do contrato, você pode trocar o veículo por outro da mesma categoria (ou investir um pouco mais e fazer um upgrade pra melhorar a sua avaliação e reputação).

2. Quando você vai dividir com mais um motorista de aplicativo

Tem um colega ou amigo que está animado para trabalhar como motorista? Que tal fazer uma parceria para dividir o carro? Você podem usar o veículo dele ou alugar um para esse propósito.

O ideal aqui é organizar um cronograma dividindo o tempo entre os dois e algumas regrinhas de boa convivência: entregar o sempre carro limpo e com o tanque cheio (ou pela metade). Outra coisa legal é ter um jogo de cintura pra não perder corridas longas ou agendamentos específicos, conversando sempre que tiver um conflito na agenda.

3. Quando um vizinho ou familiar tem um automóvel parado na garagem

Você conhece alguém que quase nunca usa o automóvel? Que tal oferecer uma parceria pra alugar o carro para trabalhar nesses períodos? Os termos pra fechar negócio dependem da necessidade e do desejo dos dois. Vocês podem dividir custos como IPVA e seguro, além de oferecer alguns benefícios como lavagem e higienização periódica das partes externas e internas.

E aqui vale o mesmo que falamos no tópico anterior: se houver algum pedido de corrida longa ou em horários e dias especiais, converse com o proprietário antes de dar o ok para o cliente.

4. Quando a sua proposta é rodar em meio período

Quer ser motorista de aplicativo apenas em meio período ou em alguns dias da semana, quando está sem outro trampo? Alugar um carro para trabalhar pode ser uma alternativa prática e interessante. Nesse caso, você pode optar por qualquer uma das negociações que falamos nas situações um, dois e três.

A proposta da divisão de períodos vai de acordo com as agendas e, no caso específico da locação, a solução é investir em diárias.

5. Quando você ainda não tem a grana pra comprar o seu carro

Está querendo uma grana extra justamente pra comprar um carro novo, ou trocar o veículo atual? Então, que tal aproveitar o seu tempo livre pra trabalhar como motorista particular?

Aproveite os períodos de grande movimento na rua ou as brechas na sua agenda, procure o melhor aplicativo e negocie a maneira de fechar a locação (com uma empresa ou entre pessoas físicas).

6. Quando o seu carro não está em condições para o transporte particular de passageiros

Está com um problema no veículo que usa pra rodar? Aconteceu alguma emergência e precisa deixar o automóvel no mecânico? Isso não é razão pra perder dinheiro e ficar sem trabalhar. Aliás, esse é o momento em que você mais precisa da sua renda, seja ela extra ou principal.

Pra não ficar no vermelho ou ter que fazer um plano pra compensar os dias parados, lembre-se de criar um fundo de emergência na sua planilha de controle financeiro pra lidar com essas situações. Dessa forma, você não precisa se apertar pra pagar o aluguel mais o conserto do carro.

Agora que você já sabe em quais situações vale a pena alugar um carro para trabalhar, aproveite nossas dicas pra garantir muitas corridas e oportunidades de trabalho usando os aplicativos para transporte de passageiros.

Que tal aproveitar essas informações e repassar aos colegas de profissão ou pra quem deseja começar nesse ramo, mas não tem um veículo? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Seja um Motorista
Compartilhe nas redes sociais:
Deixe um comentário